Por que o autoconhecimento é importante para a carreira profissional

Por onde começar quando o assunto é o autoconhecimento?

Se alguém chegar até você e pedir para que se descreva, como você faria isso? E se perguntasse quais são suas maiores qualidades e defeitos? Se questionasse sobre o modo como você age e seus pensamentos?

O autoconhecimento ajuda a responder essas perguntas, mas vai muito além disso! Quando alguém se conhece e consegue analisar as suas atitudes, passa a ter mais controle sobre suas ações. Isso influencia no bom desempenho no mercado de trabalho, desde a contratação até a promoção de cargos. A capacidade de liderar também é aprimorada com o autoconhecimento!

Consulte: OS TRÊS CUIDADOS COM O SEU POSICIONAMENTO DE MERCADO

Há quem diga que não conhece seus limites, que não sabe entender suas vulnerabilidades ou até mesmo que não saiba responder perguntas simples sobre si mesmo. Mas não se desespere, continue por aqui e aprenda como começar o processo de autoconhecimento!

 

1. Conheça a sua história

Parece bobagem dizer que é importante conhecer a sua história, afinal você mesmo foi quem a viveu, não é mesmo? Mas isso se trata de analisar e elencar momentos que te ajudaram a formar a sua personalidade e moldaram quem você é.

Elenque quais são seus pontos fortes e pontos fracos, quais foram os desafios que você viveu e como os superou. Quais foram erros e acertos que cometeu. Note tudo em um papel ou virtualmente. Essa simples prática pode te ajudar desde em uma entrevista de emprego até a sua auto percepção ajudando a entender o que você tem de diferente!

VOCÊ PRECISA DOMINAR ISSO PARA UMA BOA ENTREVISTA DE EMPREGO!

2. Entenda o que os outros pensam sobre você

O processo de autoconhecimento é muito ligado também a percepção que as pessoas a sua volta têm sobre você. Esse é um ponto importante para validar aquilo que você acredita e é fundamental para o desenvolvimento pessoal.

Para conseguir essas impressões, nada mais fácil do que perguntar! Pense em pessoas que convivem com você e sejam de diferentes círculos sociais. Desde de a família e os amigos, até a faculdade e o trabalho. Para direcionar as respostas você pode fazer duas perguntas principais:
– Como você me descreveria para outra pessoa?
– O que você acha que eu faço bem e o que posso melhorar?

 

3. Descubra como você quer ser conhecido

Depois de entender o que as pessoas pensam de você, a reflexão passa a ser a seguinte: esses são mesmos os pontos que eu quero que mais se destaquem em mim?

A partir disso, você passa por um processo de descoberta sobre quais são as suas características mais importantes para você e começa a ressalta-las! Um exemplo nítido é quando conhecemos alguém e achamos incrível a sua simpatia, ou quando achamos terrível que ela não pare falar. Então pense, o que você quer que seja a sua marca registrada e a primeira coisa que pensam quando você vem a mente delas?

 

4. Faça o que você gosta

A felicidade é um dos passos para o processo de autoconhecimento. Por isso, se pergunte sobre o que é esse sentimento para você. Escreva quais são os lugares, pessoas, hobbies que mais te trazem essa sensação. Com esse caminho, você aprenderá a priorizar o que te faz bem.

Além disso, pense no que de dá os chamados “brilhos nos olhos” e o que pode ser o seu propósito de vida. Sabendo disso, ficará muito mais fácil tomar decisões ao longo da vida que te tragam felicidade e realização.

 

Então, bora começar o processo de autoconhecimento agora?
1. Relembre os pontos mais marcantes da sua história;
2. Saiba o que os outros pensam de você;
3. Descubra como quer ser conhecido;
4. Encontre o sua definição de felicidade.

Recommended Posts