Como fazer gestão de hábitos com BioHackings

Entenda como fazer uma melhor gestão dos seus hábitos utilizando os BioHackings

O mercado de trabalho exige em muitos aspectos a atualização e a renovação constante de acessos a informação. Com isso, é perceptível a ascensão da valorização da gestão de hábitos como soft skills para a carreira.

Não à toa, o número de aplicativos, livros e conteúdos sobre esse tema aumentou consideravelmente. O que é importante ressaltar, é como a implementação dos hábitos veio como promotor de consequências. Ou seja, basicamente, se você gostaria de ser mais produtivo e saudável, promovia o hábito de malhar semanalmente ou de ler todos os dias, e se alimentar de forma mais adequada.

Uma consequência desse movimento é justamente o acúmulo de hábitos, que em sua maioria se tornam obrigações, inchando o ‘to do list’ diário e não permitindo a flexibilização de horários e disposição para situações não planejadas. Esse engessamento da rotina, causa portanto o efeito reverso, e o propósito final da implementação do hábito acaba não sendo alcançada.

Para evitar esse movimento reverso, o FaçaAgora! separou algumas dicas importantes para que a implementação seja de fato, efetiva. Ao final você também encontra alguns aplicativos para se direcionar.

  1. Só o essencial

Inspirado no livro “Essencialismo: A disciplinada busca por menos” de Greg McKeown, traduzimos o efeito de menos é mais. Por tanto, para cada nova implementação é exigido um desapego. O exemplo prático mais comum é na compra de roupas. Ao comprar uma nova blusa, você necessariamente elimina uma blusa do seu armário, seja doando, seja vendendo ou afins.

Inicia-se o processo eliminando hábitos ruins ou que não agregam tanto valor no cotidiano. E diante disso analisa qual a sua prioridade de implementação. Para implementar é preciso eliminar.

2. Planejamento alinhado

Citamos a implementação excessiva, a mesma que promove o inchamento do ‘to do list’. E para evitar agregar hábitos “à toa” é importante que a consequência, o objetivo de gerir esse novo hábito, esteja muito bem especificada e alinhada com um planejamento ainda maior.

Por isso, a dica aqui é que o hábito esteja dentro da sua formação e construção de metas, se tornando ele a última etapa.

3. Responsabilidade e Compromisso

Você já percebeu como as celebridades são cobradas por aqueles que os acompanham nas redes, seja para por em andamento um projeto novo, ou para aparecer mais vezes.

Por mais que não seja uma relação saudável, na maioria das vezes, funciona como um alerta e gera responsabilização. A dica aqui é justamente externalizar esse hábito, a ideia é “blogueirar” se não para todos os seus seguidores, que tal com o seu time, ou grupo de amigos mais seleto?! Aproveitando para administrar e até brincar com pontos, ponha todo o grupo na brincadeira e formalizem a prática do hábito.

Caso essa cobrança externa não estiver te ajudando, e ainda mais, prejudicando emocionalmente, não se importe em “voltar atrás”. Nenhuma dica é universal, e tudo bem você não se adequar a qualquer uma delas.

Dicas de aplicativos

Agora, nosso momento merchan, bora para as indicações de aplicativos:

  • Wunderrlist

Nesse app é possível criar várias listas, com objetivos diferentes, o mais legal é poder posicionar prioridades e até alarmes para algumas tarefas, assim você será lembrado e notificado de tais hábitos e pode funcionar também com as suas tarefas diárias.

  • To Do List

Segue a mesma ideia do wunderlist, com alguns detalhes, você pode utilizar ele pelo navegador. Além disso, consegue adequar suas tarefas pelo localizador, acionando o maps ou Waze quando o compromisso, hábito ou tarefa for em outro lugar.

  • Organizze

Muito mais voltado às suas finanças, aqui você faz um levantamento dos seus dados e das mudanças relevantes a serem feitas durante qualquer implementação.

Podendo selecionar em qual âmbito você tem gastado mais, muito apropriado para quem está começando no mundo dos investimentos

  • DotHabit

Minimalista, facilita o uso, você anota qual o hábito e para cada um deles você automático cria um quadro para gerenciar todas as vezes que você realiza às tarefas referente a ele. Pode por inclusive aqueles que você sabe que são ruins e está com dificuldade de eliminar de vez, assim pode se policiar para diminuir cada vez mais a prática do mesmo.

E por hoje, foi só tudo isso pessoal, mais consciência ao implementar uma novidade do mercado, isso faz toda diferença. E são esses os cases que faz novos profissionais se destacarem.

Como hackear a improdutividade

Para mais técnicas e dicas de como aumentar sua capacidade produtiva, não deixe de conferir nosso e-Book Hackeando a improdutividade. Clique no link abaixo pra download e #BoraExecutar!

Recommended Posts