O que são hard skills e como desenvolvê-las

O que são hard skills e como desenvolvê-las

Saiba como potencializar as competências técnicas mais importantes para a sua área e se destacar no mercado de trabalho

Aquilo que você usa para te descrever no seu currículo, em geral, resumem bem todas as suas Hard Skills. Isso significa, que elas se referem as suas competências técnicas, o conhecimento que você tem para desenvolver uma atividade ou para ocupar um cargo.

São elas que inicialmente te auxiliam para progredir em um processo seletivo. Quanto mais preparada a pessoa estiver para ocupar uma vaga, mais chances tem de que ela passe nas etapas em que isso é avaliado.

Aproveite para conferir Como desenvolver as Soft Skills

Por isso, confira as principais fontes de se qualificar!

Cursos Extracurriculares

Além da sua graduação, os recrutadores também avaliam os cursos extracurriculares que você fez ao longo da sua vida.

Eles dizem muito sobre o quanto você se aprofundou em assuntos fora da sala de aula e se diferenciou e está mais preparado que os outros candidatos.

E realizando uma boa curadoria, você pode garimpar cursos mais em conta e até gratuitos. 

Experiências Acadêmicas e Profissionais

Além da sala de aula, busque projetos de extensão, pesquisa, empresa júnior e estágios. Essas experiências te farão ter competências técnicas e conhecimentos que muitas vezes não são adquiridos dentro da sala de alta, mas são altamente requisitadas no mercado de trabalho. 

E diferentemente do mercado, esses processos ainda trabalham desempenham, e não apenas o fit com a vaga como em muitas das novas empresas seniores. Ou seja, nessa situação, só depende de você, mesmo. 

Trabalhos Voluntários

Muitas vezes você pode ajudar entidades e pessoas e alinhar isso à qualificação de competências técnicas e comportamentais. Por isso, os trabalhos voluntários são tão valorizados por recrutadores no currículo.

E se você durante a faculdade conseguiu outra maneira de desenvolver as suas Hard Skills, conta pra gente comentando aqui em baixo.

Como montar um currículo de destaque

Como montar um currículo de destaque

Acompanhe este guia completo de como se destacar em processos seletivos aos olhos de recrutadores

Currículo pode ser considerada a fase mais importante de um processo seletivo. É ele que vai determinar se você terá a oportunidade de se mostrar mais e ser avaliado não só por um papel.

Um levantamento realizado pela empresa de recrutamento online Catho aponta que 89% dos recrutadores demoram menos de um minuto para descartar um currículo para a próxima fase, sendo 30% deles demoram em média apenas de 6 a 10 segundos.

Por isso, foque em elaborar um currículo de destaque!

1)  Pense que o currículo é a sua propaganda!

Quando você vê uma propaganda na TV ela diz: vem em um pote transparente, tem formado líquido, varia de cor de acordo com o cheiro e é usado para lavar louças? Provavelmente não! 

Essas coisas são muito óbvias e só o fato de o produto aparecer na tela já tem como deduzir. Por isso, o mesmo se aplica para o seu currículo.

Ao colocar suas experiências profissionais, não diga o óbvio! Se você foi da área de gestão de pessoas, não precisa dizer que fazia recrutamento e seleção, além de fazer planos de desenvolvimento e acompanhamento dos colaboradores.

Diga os resultados que você alcançou e os desafios superados. Se venda como solução para a organização.

Por exemplo: Fui responsável por implementar um programa de desenvolvimento de colaboradores que diminuísse a rotatividade dentro da empresa. Organizei a jornada com treinamentos e capacitações individuais e coletivas, por meio disso o índice de rotatividade da empresa diminuiu em 70%.

2)  Altere as informações de acordo com a vaga!

Um currículo deve evidenciar e justificar o porque você é a melhor opção para aquela vaga. Por isso, mais do que colocar todas as informações, escreva como elas contribuem para que você seja qualificado para vaga.

Por exemplo: caso você esteja se candidatando para uma vaga para o setor de qualidade é mais importante evidenciar um curso sobre certificações ISO9001, do que competências em análise de viabilidade de investimento em projetos.

3) Procure por pessoas que ocupam cargos semelhantes

O LinkedIn é uma plataforma profissional cada vez mais difundida e pode ser utilizada como base para um currículo. Por isso, procure pessoas que trabalham na empresa que você deseja ou que possuem cargos semelhantes ao que você está tentando.

Com isso, faça uma análise de quais são os cursos, competências técnicas e acadêmicas que elas mais destacam. Assim, você saberá como estruturar o seu currículo de forma mais eficiente para cada perfil de vaga.

Lembre-se que você deve mostrar que é a solução para a empresa, com isso, linkar muito bem os passos da sua trajetória aos resultados que já obteve e tem a potencializar dentro da organização.

Para finalizar, que tal desenvolver a sua rede de contatos.

Soft Skills: o que são e quais as mais procuradas

Soft Skills: o que são e quais as mais procuradas no mercado?

Entenda de uma vez por todas quais são as habilidades comportamentais mais valorizadas no mercado de trabalho

Com certeza você já ouviu falar que as organizações contratam pelo currículo e demitem pelas habilidades comportamentais e de relacionamento.

Isso quer dizer que capacidades técnicas são em muitas vezes responsáveis principais pela sua contratação, mas são as suas características comportamentais que vão definir sua trajetória dentro da empresa.

Aproveite para conferir quais os cuidados ao se posicionar no mercado de trabalho

Quando se avalia um currículo, normalmente a primeira etapa dos processos seletivos, você tem insumos sobre os conhecimentos acerca das atividades que o candidato está concorrendo. Essas são as Hard Skills. Por exemplo:

  • Graduação;
  • Cursos extracurriculares;
  • Experiências profissionais.

No entanto, isso não basta. Nas etapas seguintes, como dinâmica e entrevista, serão muito mais avaliados os traços da sua personalidade. Ou seja, suas Soft Skills.

Descubra como se preparar pra dinâmicas em grupos e entrevistas

Essas são fundamentais dentro do mercado de trabalho, principalmente em cargos de liderança. Isso ocorre porque neles a principal função do líder é lidar com outras pessoas, suas emoções, e mais que isso, com o seu próprio comportamento.

Segundo a revista Forbes, as Soft Skills mais requisitadas pelo mercado são:

  • Comunicação eficaz;
  • Pensamento crítico;
  • Resiliência;
  • Empatia;
  • Liderança;
  • Ética no trabalho.

Conheça essas, e outras habilidades que o mercado do futuro espera de você, visitando o E-book do FaçaAgora!

Mas antes de saber como evoluir nessas Soft Skills, é preciso entender como é o processo macro de desenvolvimento pessoal e profissional.


Inteligência Emocional

Ter pensamento crítico e saber reconhecer suas emoções e sentimentos com facilidade é uma grande habilidade. Por meio desse processo, que as pessoas conseguem tomar as melhores decisões e não agir impulsivamente.

Exemplo: na segunda feira, Carla e Márcio estão fazendo um projeto para ser entregue sexta. Desde então, que ela está sobrecarregada, enquanto ele não tem um bom desempenho. Quarta de manhã, Carla se irritou com Márcio, o tratando mal. Nesse mesmo dia, ela voltou para casa e refletiu sobre a situação, ficando mais calma e entendendo seus erros. Com isso, na quinta a tarde, eles conversaram e se entenderam. 

Há, usualmente três níveis de emoção:

  • Quanto tempo ela demora para se manifestar? Essencialmente, 3 dias: segunda, terça e quarta.
  • Em quanto tempo ela se manifesta? Apenas um dia: da manhã de quarta até o fim do dia.
  • Quanto tempo ela demora para se equilibrar novamente? Do fim do dia de quarta até quinta a tarde.

Perceba que não só a quantidade de dias é importante nesta situação, mas também os horários em que isso aconteceu. A manifestação ocorreu durante o dia de trabalho, sem um tempo longo de descanso, diferentemente do tempo de equilíbrio que envolveu uma noite de sono. 

Se conheça para que em situações negativas, consiga reduzir o tempo entre a manifestação da emoção e o equilíbrio.

Aplicação de Feedbacks

Na maioria das vezes, os Feedbacks tratam de questões mais comportamentais do que técnica. Eles são a melhor fonte para você entender quais são seus pontos de melhoria.

Por isso, os escute atentamente, mapeie como você pode melhorar no seu dia a dia, o quanto antes e pergunte aos seus colegas de trabalho se notaram uma evolução.

Potencialize sua maneira de dar FeedBacks

#BoraExecutar
  1. Mapeie como você reagiu em um situação passada nos três níveis de emoção;
  2. Elenque o que você gostaria de ter feito diferente;
  3. Alinhe esses pontos de melhoria aos feedbacks que recebe;
  4. Materialize esses pontos de melhoria em ações do dia a dia.

Descubra qual empresa mais combina com você

Descubra qual a empresa mais combina com você

Saiba como escolher as empresas que você deve se candidatar para processos seletivos de estágio e trainee

Quando as pessoas estão em busca de começar sua carreira ou até mesmo mudar os caminhos, o primeiro passo muitas vezes é o processo seletivo. Mas neste momento, mais do que o desespero de conseguir uma vaga, deve prevalecer a certeza de que a empresa a qual você está se candidatando te trará satisfação no trabalho.

Por isso, separamos passos para você ter mais clareza ao avaliar uma empresa e se ela faz sentido com o que você quer tanto pessoal quanto profissionalmente.

1.   Qual o tipo de negócio da empresa?

Você entende o produto ou serviço que a organização oferece? Se isso gera algum benefício para a sociedade? Se sim, ele te faz brilhar os olhos?

Um exemplo claro é a Natura. A empresa investe muito no meio ambiente e busca promover a sustentabilidade com suas operações.

Há pessoas que tem um propósito totalmente alinhado a isso e esse é um quesito que traria orgulho do lugar onde ela trabalha.


2.   Eu me alinho com a Cultura da Organização?

A Ambev, por exemplo, é uma empresa com foco em sonho grande, meritocracia e também uma hierarquia mais vertical. O estilo de liderança é bem direto em cada departamento. Essa organização tem um perfil mais formal que Startups.

Por isso, busque sempre entender como funciona a cultura na organização que você está se candidatando e veja se o ambiente se adequa ao seu estilo de vida e produtividade no dia a dia.


3.   A qual cargo estou me candidatando?

Depois de entender a organização, é necessário saber se as vagas abertas se alinham com a sua expectativa. Procure saber quais são as funções e atividades a serem desenvolvidas. Além disso, elenque quais delas você terá prazer em desenvolver.

Uma boa prática é conversar com pessoas que já trabalham na organização ou até mesmo que não trabalham mas ocupam uma vaga semelhante! Uma ótima forma de contato é usar o LinkedIn. 

Assim, fica muito mais fácil escolher a empresa que você irá se candidatar e se conseguir vaga ser feliz no trabalho. Lembre-se a empresa escolhe você e você também escolhe a empresa!

Para começar agora:

  1. Busque empresas com propósitos alinhados aos seus;
  2. Entenda o seu perfil de trabalho (formal ou informal);
  3. Saiba quais são as suas prioridades (flexibilidade, autonomia, remuneração);
  4. Alinhe expectativa da vaga com atividades que você executa bem.

Confira: A potência da Geração Z. E veja como você pode usar isso a seu favor.

Qual empresa mais combina comigo?

Qual empresa mais combina comigo?

Quando as pessoas estão em busca de começar sua carreira ou até mesmo mudar os caminhos, o primeiro passo muitas vezes é o processo seletivo.

Mas neste momento mais do que o desespero de conseguir uma vaga, deve prevalecer a certeza de que a empresa a qual você está se candidatando te trará satisfação no trabalho.

Por isso, separamos passos para você ter mais clareza ao avaliar uma empresa e se ela faz sentido com o que você quer tanto pessoal quanto profissionalmente.

1. Qual o tipo de negócio da empresa?

Você entende o produto ou serviço que a organização oferece? Se isso gera algum benefício para a sociedade? Se sim, ele te faz brilhar os olhos?

Um exemplo claro é a Natura. A empresa investe muito no meio ambiente e busca promover a sustentabilidade com suas operações.

Há pessoas que tem um propósito totalmente alinhado a isso e esse é um quesito que traria orgulho do lugar onde ela trabalha.

2. Eu me alinho com a Cultura da Organização?

A Ambev, por exemplo, é uma empresa com foco em sonho grande, meritocracia e também uma hierarquia mais vertical. O estilo de liderança é bem direto em cada departamento. Essa organização tem um perfil mais formal que Startups.

Por isso, busque sempre entender como funciona a cultura na organização que você está se candidatando e veja se o ambiente se adequa ao seu estilo de vida e produtividade no dia a dia.

3. A qual cargo estou me candidatando?

Depois de entender a organização, é necessário saber se as vagas abertas se alinham com a sua expectativa. Procure saber quais são as funções e atividades a serem desenvolvidas. Além disso, elenque quais delas você terá prazer em desenvolver.

Uma boa prática é conversar com pessoas que já trabalham na organização ou até mesmo que não trabalham mas ocupam uma vaga semelhante! Uma ótima forma de contato é usar o LinkedIn. 

Assim, fica muito mais fácil escolher a empresa que você irá se candidatar e se conseguir vaga ser feliz no trabalho. Lembre-se a empresa escolhe você e você também escolhe a empresa!

 

Para começar agora:

  1. Busque empresas com propósitos alinhados aos seus;
  2. Entenda o seu perfil de trabalho (formal ou informal);
  3. Saiba quais são as suas prioridades (flexibilidade, autonomia, remuneração);
  4. Alinhe expectativa da vaga com atividades que você executa bem.