Qual empresa mais combina comigo?

Qual empresa mais combina comigo?

Quando as pessoas estão em busca de começar sua carreira ou até mesmo mudar os caminhos, o primeiro passo muitas vezes é o processo seletivo.

Mas neste momento mais do que o desespero de conseguir uma vaga, deve prevalecer a certeza de que a empresa a qual você está se candidatando te trará satisfação no trabalho.

Por isso, separamos passos para você ter mais clareza ao avaliar uma empresa e se ela faz sentido com o que você quer tanto pessoal quanto profissionalmente.

1. Qual o tipo de negócio da empresa?

Você entende o produto ou serviço que a organização oferece? Se isso gera algum benefício para a sociedade? Se sim, ele te faz brilhar os olhos?

Um exemplo claro é a Natura. A empresa investe muito no meio ambiente e busca promover a sustentabilidade com suas operações.

Há pessoas que tem um propósito totalmente alinhado a isso e esse é um quesito que traria orgulho do lugar onde ela trabalha.

2. Eu me alinho com a Cultura da Organização?

A Ambev, por exemplo, é uma empresa com foco em sonho grande, meritocracia e também uma hierarquia mais vertical. O estilo de liderança é bem direto em cada departamento. Essa organização tem um perfil mais formal que Startups.

Por isso, busque sempre entender como funciona a cultura na organização que você está se candidatando e veja se o ambiente se adequa ao seu estilo de vida e produtividade no dia a dia.

3. A qual cargo estou me candidatando?

Depois de entender a organização, é necessário saber se as vagas abertas se alinham com a sua expectativa. Procure saber quais são as funções e atividades a serem desenvolvidas. Além disso, elenque quais delas você terá prazer em desenvolver.

Uma boa prática é conversar com pessoas que já trabalham na organização ou até mesmo que não trabalham mas ocupam uma vaga semelhante! Uma ótima forma de contato é usar o LinkedIn. 

Assim, fica muito mais fácil escolher a empresa que você irá se candidatar e se conseguir vaga ser feliz no trabalho. Lembre-se a empresa escolhe você e você também escolhe a empresa!

 

Para começar agora:

  1. Busque empresas com propósitos alinhados aos seus;
  2. Entenda o seu perfil de trabalho (formal ou informal);
  3. Saiba quais são as suas prioridades (flexibilidade, autonomia, remuneração);
  4. Alinhe expectativa da vaga com atividades que você executa bem.

Como Fazer um Plano de Desenvolvimento

Como fazer um plano de desenvolvimento pessoal e profissional

Saiba como criar um plano de desenvolvimento efetivo de forma realista para aumentar o seu desempenho

Se você é aquela pessoa que sempre está buscando um Plano de Desenvolvimento, seja pessoalmente ou profissionalmente, este texto é pra você!

Afinal, não temos nossas vidas em caixinhas que conseguimos separar.

Sempre aquela mesma história: Todos temos 24 horas e quando chega ao final do dia, todas as nossas vidas (profissional, pessoal, relacionamentos e afins) devem ser conciliadas em apenas uma.

E é pra acelerar esse progresso na sua única vida que este texto foi criado. Para melhorar sua experiência neste texto, reserve 20 minutos e já pegue algo para anotar.

#BoraExecutar!

Nossa agenda:
1. Por onde devo começar?

2. Como aplicar no dia a dia?

3. Como manter constância ao longo dos dias?

4. As 3 dicas FaçaAgora!

1. POR ONDE DEVO COMEÇAR?

Você, provavelmente, já ouviu aquela história de virada de ano das promessas de frequentar a academia, dedicar melhor no trabalho e estudos, aprender um idioma e afins. Isso se você em algum momento não foi a personagem principal. Certo?

Isso acontece por ser muito difícil começar um novo hábito. Nosso corpo foi treinado a economizar energia ao máximo possível e é natural sempre buscarmos fazer o mais fácil. Por isso, antes de iniciar qualquer mudança (como seguir um plano de desenvolvimento) é importante definir algo maior para manter sua disciplina, algo que você realmente queira. Pra facilitar, iremos chamar essa motivação de sonho.

O sonho é algo que você queira muito e que significa muito pra você. Alguns exemplos:

– Fazer uma viagem para o exterior

– Melhor minha saúde para conseguir viver com maior qualidade física e mental

– Ser reconhecido ou reconhecida no trabalho com uma promoção que eu me identifique

E por aí vai.

O primeiro passo é definir aquilo que você deseja. Faça uma lista com todos os seus sonhos e, ao final, priorize 3 sonhos que você acredita que faça mais sentido focar no momento atual.

“Mas e se eu não tenho um sonho, como fazer?”

Se você chega em um restaurante novo e não sabe o que pedir você fica com fome? Você só vai saber qual o melhor prato se você experimentar o primeiro. Por isso, foque em sonhos para experimentar nesse primeiro momento!

2. Como alcançar mais rápido?

Depois de definir os seus sonhos, precisamos definir alguns pontos que te mostrem que você está se aproximando dele. No nosso exemplo: “Fazer uma viagem para o exterior”, podemos focar na quantia que devemos guardar, no nível de fluência que devemos ter em uma nova língua e assim adiante.

Neste momento, para cada sonho que você escreveu, defina 3 objetivos que mostrem que você está chegando mais perto deste sonho. Por aqui, até o momento, estamos assim para o primeiro sonho:

Sonho: Fazer uma viagem para o exterior

Objetivo 1: Quantia guardada para os custos

Objetivo 2: Fluência em inglês

Agora, para facilitar, devemos analisar qual a nossa meta para cada um destes objetivos. O que vai mostrar que você teve sucesso neste objetivo?

Por exemplo:

Sonho: Fazer uma viagem para o exterior

Objetivo 1: Quantia guardada para os custos – Meta: 5000,00 reais

Objetivo 2: Fluência em inglês – Meta: Receber aprovação do meu professor de inglês

3. Como manter constância ao longo dos dias?

Aqui está o ponto chave! O primeiro ponto é lembrar que hábitos são difíceis de serem implementados. Então, o foco por aqui vai ser facilitar esse processo te dando ferramentas no restante deste texto. Para garantir que a constância ao longo dos dias de fato aconteça, você deve focar em 3 pontos principais:

I) DILUA SUAS METAS EM HÁBITOS DIÁRIOS

Se você precisa ter 5000,00 reais e um prazo pra levar essa quantia, você consegue prever quanto por dia você precisará reservar. Faça isso também para alcançar suas outras metas! 

Ao materializar hábitos diários, você consegue perceber mais rápido se está no caminho certo ou não. Este exemplo é importante pra entendermos isso. Se em um dia eu não cumprir com este hábito, a realização do meu sonho também se distanciará ou terei que compensar essa falta nos próximos dias.

Mas o mais importante aqui é ter essa velocidade de entendimento se você está no caminho certo ou não.

II) ENCAIXE NA SUA ROTINA

No caso de aprender uma nova língua, é muito importante que disposição e tempo ao longo do dia sejam levados em consideração. Por isso, encaixe o hábito em um horário do dia que seja melhor pra você e caso deixe de cumprir algum dia, não se preocupe. Foque em reajustar a rota. Mudar os horários ou o formato de estudo pode facilitar.

Lembre-se: Você não deve fazer do hábito um peso na rotina, mas sim uma contribuição pra você chegar mais perto do seu sonho.

III) BUSQUE O DESEQUILÍBRIO

Nós nunca vamos conseguir nos dedicar a todas as coisas que gostamos e queremos ao mesmo tempo. Aliás, este recurso é limitado. Temos apenas 24 horas por dia! Por isso, sempre revise o seu planejamento para entender se os sonhos, objetivos, metas e hábitos refletem exatamente a sua prioridade no momento.

4. As 3 dicas FaçaAgora!

Para finalizar, depois que você construiu seus sonhos, objetivos, metas e transformou em hábitos diários em sua rotina, separamos 3 dicas para potencializar ainda mais a execução deste plano!

 

TORNE O CERTO FÁCIL E O ERRADO FÁCIL
Se você colocou em um dos sonhos melhorar a alimentação, ao fazer sua compra no mercado, evite comprar aqueles alimentos que não fazem sentido. Em casa, você não precisará ficar se controlando tanto para não pegar aquelas guloseimas.

O mesmo vale para atividades que você tem grande preguiça como fazer uma atividade física. Ao levantar da cama, arrume-a e já coloca uma roupa apropriada pra dificultar a vontade de voltar pra debaixo dos cobertores. Que, inclusive, se aquele edredom também for um motivo, assim que o despertador tocar, já joga ele pro lado pra não dar vontade de ficar mais tempo com ele.

 

TRABALHE COM UMA DUPLA
É muito mais fácil continuarmos com hábitos que são fortalecidos em conjunto com uma outra pessoa. Busque no seu círculo de amizades pessoas que querem desenvolver o mesmo hábito que você ou que inclusive já tem este mesmo hábito consolidado. Assim, fica muito mais fácil conseguir aquela motivação extra e ainda pega algumas dicas de como você pode implementar com maior velocidade.

 

SEPARE O REAL DO VIRTUAL
Se não deu certo. Tá tudo bem! Ninguém é 100% produtivo a todo momento e acumula apenas sucessos. O melhor indicador não é quantos dias os seus hábitos estão dando certo, mas sim, quantas vezes você buscou superar os medos, as incertezas e as preguiças de vez enquanto!

Para facilitar nessa mentalidade, busque referências para os seus sonhos nas redes sociais que te inspiram dessa forma e não o contrário e conte com a gente!

 

#BoraExecutar!

Como conseguir uma promoção no meu trabalho?

Como conseguir uma promoção no meu trabalho?

Depois da contratação, a meta de muitas pessoas passa a ser a promoção dentro da empresa. Para a organização, esse pensamento materializa a sua vontade de se desenvolver, contribuir e, também, a dedicação ao trabalho.

O desempenho individual do colaborador é o ponto chave para que a promoção ocorra. Devem ser alinhados a força de vontade, o relacionamento com os outros colaboradores e os resultados entregues.

Para saber como colocar isso em prática e conseguir melhorar seu desempenho no trabalho para ser promovido, confira as dicas a seguir!

1. Entenda os processos da organização

O primeiro passo é entender como funciona o processo de promoção dentro da organização. Esse acontecimento raramente depende exclusivamente do comportamento e do desempenho de um colaborador. Por isso, é importante que você saiba o organograma da empresa, ou seja, a distribuição de cargos.

Além disso, procure saber sobre as projeções de expansão e verifique se o cargo que você almeja é possível de surgir uma vaga nos próximos meses ou anos.

2. Preze pelo seu desenvolvimento constante

Quando o seu foco é a promoção, é muito importante saber quais são as competências que você precisa desenvolver para que esteja pronto (a) para o cargo. Ou seja, sempre converse com pessoas que já o ocuparam, peça orientações e saiba como elas se prepararam.

É nesse momento que os Feedbacks evidenciam mais ainda a sua importância. Ouça com muita atenção todos os pontos que seus colegas de trabalha dizem que podem ser melhorados. E mais do que isso, trace ações para que esse desenvolvimento realmente aconteça. Somado a isso, peça feedbacks para saber se ele está sendo efetivo e provocando as mudanças necessárias.

3. Sempre tome iniciativa

Aqueles que mais se entregam ao trabalham, são potencialmente mais notados. Por isso, além das suas atividades cotidianas busque também demandas que te façam sair da sua zona de conforto. Quando algum colega estiver precisando de ajuda e você puder colaborar, faça isso.

Em alguns momentos da carreira, você terá que mostrar valor para o cargo que quer ocupar, enfatizando a sua proatividade e suas competências para ele. Mas também terá que desenvolver as funções do cargo atual. Se prepare e se organize para esse momento sem perda da qualidade nas tarefas e entregas.

4. Relacione-se

Preze também pelo seu relacionamento com os outros colaboradores. Essa é uma parte essencial para mostrar suas habilidades com trabalho em equipe, comunicação e até mesmo relacionamento interpessoal.

Muitas empresas buscam promover pessoas que além da técnica e do comprometimento, possuem a característica de se darem bem com seus pares, lideres e liderados.

5. Entenda o seu valor para a organização

Quando as pessoas pensam na promoção, elas acabam deixando de analisar se para a empresa faz sentido perder o(a) colaborador(a) no cargo atual para promove-lo(a). Essa situação gera custos de treinamento da pessoa que irá suceder e também o tempo para que essa pessoa se qualifique para todas as funções.

Por isso, entenda qual o valor do seu trabalho para a organização no cargo atual e como mostrar que ele será ainda mais valioso com a promoção.

Bora executar?
1. Entenda como é o processo de contratação.
2. Se desenvolva constantemente.
3. Seja proativo e demonstre iniciativa.
4. Se relacione com os outros colaboradores.
5. Saiba o quanto é importante seu papel atual na organização.

3 hábitos para desenvolver a Autoliderança​

3 hábitos para desenvolver a Autoliderança

78% dos brasileiros acreditam mais nos robôs do que nos líderes, segundo uma pesquisa feita em 2019 pela Oracle, empresa de tecnologia.

Reafirmando esses resultados, você já deve ter vivido inúmeras situações que as pessoas falavam algo, mas agiam de outra maneira. A famosa frase: faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço. Essa situação no mercado de trabalho faz, muitas vezes, com que os feedbacks que você dá aos seus liderados não sejam colocados em prática para o desenvolvimento.

É nesse momento que as pessoas enxergam a necessidade de ter a habilidade da Autoliderança. Ser exemplo e servir de inspiração impacta muito mais a sua equipe do que os feedbacks e palavras.

Para te ajudar a desenvolver e melhorar essa habilidade, separamos hábitos que podem ser incorporados no seu dia a dia. Então, bora executar?

1. Autodesenvolvimento interno

Um ponto primordial da autoliderança é conhecer os seus pontos falhos, aqueles que devem ser melhorados. Por isso, escutar feedbacks e ter autocrítica é sempre muito importante. Porém, apenas isso não basta sem a busca pelo desenvolvimento.

Como líder, você deve avaliar os quesitos internos que devem evoluir. Eles são as características da sua personalidade, como comunicação assertiva, motivação  e inteligência emocional.

Para tanto, busque conteúdos na internet e em livros, cursos de desenvolvimento e também mantenha um canal constante para receber feedbacks. É através do último ponto que você terá uma visão externa do resultado de suas ações.

2. Autodesenvolvimento externo

Depois de se avaliar como individuo isolado, é importante entender-se como líder. Isso significa voltar o olhar para a interação e nos pontos de melhoria que impactam nos resultados de sua equipe. Normalmente, esses são pontos mais técnicos.

Gerenciamento de processos, entendimento do modelo de negócio e estratégia são exemplos de pontos de autodesenvolvimento externo. Como se tratam de questões mais tangíveis, é preciso buscar fontes de conhecimento e converte-lo em aprendizado . Cursos, ensinamentos de mentores e até mesmo da própria equipe devem ser praticados para que você consiga fixar e assim realmente se desenvolver.

3. Autogestão

Traçar planos de desenvolvimento não bastam, pois esses devem ser acompanhados de perto e com uma certa frequência. Por isso, a autogestão se faz tão importante. Ela se materializa como a organização dos pensamentos e planos de ação sendo aplicados para gerar resultados.

Seja exemplo para seus colaboradores e tire do papel todas as suas ideias. Através da autogestão você consegue avaliar se o seu desenvolvimento interno e externo estão sendo eficazes. Além disso, se responsabilizar pelas consequências disso.

Não há dúvidas que desenvolver a autoliderança é importante, não é mesmo? Por isso, separamos um bônus pra você começar a colocar em prática tudo o que falamos por aqui! Nesse checklist você poderá aplicar a partir de hoje todos os conceitos do texto para colher os resultados mais rápidos!

  • Entenda quais são seus pontos fracos e fortes se autoavaliando,
  • Peça feedbacks para pessoas próximas sobre seus pontos fracos,
  • Trace ações concretas para desenvolver seus pontos de melhoria;
  • Estipule um cronograma com datas para os planos de ação;
  • Pergunte sobre a avaliação dos seus colaboradores sobre você;
  • Mantenha o autodesenvolvimento constante através da autogestão.

Depois, não se esqueça de contar pra gente como foi! Bora Executar?

Como desenvolver uma rede de Networking?

Como desenvolver uma rede de Networking?

A habilidade de se relacionar é uma das mais naturais do ser humano. Afinal, somos feitos das nossas conexões e, também, de tudo que aprendemos uns com os outros. Mas quando se trata de desenvolver networking, boa parte das pessoas se sente inseguro. Elas associam isso a criar contatos apenas por interesse. Mas não é bem assim.

Stanley Milgram, professor de Harvard, desenvolveu uma teoria chama “The Small World Problem”. Ela propõe que bastam, no máximo, seis elos ou laços de amizade para que duas pessoas quaisquer estejam conectadas.

Mas como esses dois pontos se conectam?

Quando você possui objetivos bem traçados, é muito provável que uma boa rede de networking seja fundamental para alcança-los. Isso porque você direciona os seus esforços e também se conecta com pessoas que podem te ajudar.

Se você quer aumentar suas possibilidades de crescimento pelo relacionamento através do networking, fique por aqui e bora executar.

1. Crie oportunidades

É muito importante se conectar com pessoas cujo o propósito e os objetivos sejam parecidos com os seus. Mas nem sempre é algo fácil.

Por isso, criar oportunidades é fundamental. Elas podem ser criadas através de eventos, desde cursos até congressos, sobre temas que se relacionam com aquilo que você quer.

Um exemplo: caso você se interesse pelo mercado financeiro e queira trabalhar na área, vá a congressos e eventos de corretoras sobre o tema. É muito provável que nesses espaços você consiga se conectar de forma natural com pessoas ligadas a área.

2. Desenvolva relações

O Networking é uma relação onde as duas pessoas conseguem enxergar benefícios. Mesmo que seja alguém que quer ingressar no mercado de trabalho e alguém que já ocupa um cargo de alta liderança.

Se o primeiro mostrar todo o seu potencial e ser visto com bons olhos, o segundo certamente lembrará dele quando tiver que indicar alguém a uma vaga com seu perfil.

3. Mantenha os relacionamentos aquecidos

O LinkedIn pode ser um bom alinhado para fortalecer o networking. Por ele, você sempre será visto quando postar insights e comentar postagens de outras pessoas. Isso fará com que um espaço de conversa esteja sempre aberto. Afinal, uma resposta a uma publicação pode gerar conversas que contribua para ambas as partes.

Uma boa forma de aplicar o networking e gerar equipes cada vez mais potencializadas, há um conceito essencial: Master Mind! Por isso, indicamos #17 episódio do Do!Cast, só clicar no botão abaixo e #BoraExecutar!