Você tem o que é preciso para liderar equipes?

6 perguntas que toda liderança deve responder

Atenção! Este não é um texto que vai te mostrar tudo o que você precisa saber sobre liderança. Mas com certeza, será um passo muito importante em toda sua trajetória profissional.

Será um texto breve e cirúrgico que te auxiliará a questionar tudo aquilo que é preciso como um passo importante para sua trajetória dentro de uma empresa. Mas atenção, não existe uma receita de bolo. Estas perguntas são padrões que observamos ao longo destes anos de trabalho e são direcionadores que toda liderança deve ter. #BoraExecutar?

PERGUNTA 01: O que é inegociável na empresa?

Existem coisas dentro da empresa que são possivelmente negociáveis como: Um adiantamento do pagamento, alteração de alguns prazos e forma de se comunicar. Mas existem coisas que não podem nunca serem quebradas. Para estas coisas, damos o nome de Valores e estão presentes na cultura organizacional.

Para deixar ainda mais claro, os Valores não devem ser apenas um papel de parede bonito na empresa ou um acessório para o site. Eles devem refletir na prática o comportamento que todas as pessoas da empresa devem ter, sendo inegociável a quebra de qualquer um deles. Se você quer ser uma boa liderança, deixe isso claro para a equipe dia após dia e nunca (nunca mesmo!) negocie um Valor.

PERGUNTA 02: Você e sua equipe sabem o que estão querendo alcançar?

Assim como a Cultura da empresa representada pelos Valores da pergunta acima, toda liderança deve focar igualmente na estratégia a ser seguida. Para isso, não basta apenas você saber o que deve ser alcançado e como deve ser feito. A equipe precisa saber a cada dia se está mais próxima ou mais distante de alcançar o objetivo comum.

Não basta apenas ter uma gestão a vista. É preciso que você desenvolva nas pessoas com quem trabalha o hábito de colocar na sua rotina apenas aquelas funções que contribuem para os objetivos que precisam ser alcançados. Para isso, a utilização de indicadores, lembretes e estímulos devem ser presentes diariamente.

PERGUNTA 03:  Qual a autonomia que uma pessoa tem na empresa?

Esta pergunta divide dois grupos de lideranças clássicas. O primeiro grupo é aquele que concentra todas as atividades pra si, pois acredita que fará com mais agilidade ou até mesmo maior qualidade. O segundo grupo é aquele que “Delarga” ao invés de delegar (ou seja, só joga no seu colo, ao invés de acompanhar).

Veja bem, estes são dois extremos e exemplos que não devem ser seguidos. Você precisa estar em contato pelo menos três vezes na semana com a pessoa que lidera para direcionar tarefas, dar suporte e acompanhar o desenvolvimento. Não espere uma pessoa entrar em contato com você para dar suporte. É papel da liderança trabalhar com atenção no desempenho e engajamento de cada pessoa dentro da empresa.

PERGUNTA 04: O que você faz para contribuir no futuro de quem você lidera?

Lideranças tem uma responsabilidade muito grande com seus liderados e lideradas. Uma simples ação, uma palavra de motivação ou tarefa delegada pode definir todo o futuro da carreira profissional daquela pessoa. Se você não busca o desenvolvimento das pessoas que estão junto de você, provavelmente outro local o fará e o seu turn over irá aumentar.

Para trabalhar neste ponto, você deve conciliar desafios com motivação. Se pergunte como você pode fazer para que aquela pessoa saia da zona de conforto dela e esteja sempre aprendendo e se desenvolvendo através de tarefas no dia a dia. E, para fechar, desenvolva sua escuta ativa para perceber o que você pode ofertar para aquela pessoa se desenvolver ainda mais rápido.

PERGUNTA 05: Quais são os momentos que você está verdadeiramente junto com sua equipe?

Você seria fiel a uma liderança que te pede para fazer algo muito chato e trabalhoso enquanto ela está fazendo atividades simples e rápidas? Provavelmente não, certo?! A liderança é aquela pessoa que chega primeiro e é a última a sair. Mas atenção, não estou falando de radicalismos, até porque podem haver escopos de trabalho bastante diferentes entre liderança e liderados. O ponto que quero trazer é: Além de exigir qualidade, excelência, velocidade e resultado, você também coloca a mão na massa junto com sua equipe para conquistar estes objetivos?

Busque ter coerência entre aquilo que você busca, exige e realiza na prática! E esteja junto com a sua equipe para executar sempre que possível.

PERGUNTA 06: O que você aprendeu hoje? (Learning mode on)

Esta é a pergunta mais simples e uma das mais poderosas deste texto. Não adianta você querer pilhas de livros sobre liderança, assistir a coletâneas de cursos e inúmeras playlists de podcasts se você não colocar em prática o quanto antes. Perceba que a pergunta não é o que você conheceu hoje, mas sim o que aprendeu.

Aprender é a capacidade de conhecer algo e converter em ação prática, trazer algo para sua vida que foi validado em ação. Seus liderados não querem saber o quão bom foram os livros que você leu ou que podcast incrível que você escutou outro dia. Nada disso será útil se você não começar a colocar em prática tudo que conhece!

Não espere a segunda-feira para colocar tudo o que leu neste texto em prática!

Para facilitar, estou deixando três sugestões do que você pode fazer hoje:

  1. Marque uma reunião de equipe e deixe claro quais são as regras inegociáveis e os objetivos a serem buscados.
  2. Execute alguma tarefa junto com alguma pessoa que você lidera e se atente em como você pode contribuir positivamente para o futuro dela.
  3. Expanda esta lista com mais 2 coisas que você irá aprender ao invés de apenas conhecer.

3 Hábitos para você alcançar resultados maiores

Descubra como você pode potencializar a sua rotina!

Alta performance se adquire também no comportamento

Se você está procurando sobre este assunto, imagino que não queira perder muito tempo, certo? Afinal de contas, os horários em sua rotina estão apertados e você precisa de formas para otimizar o seu tempo e se organizar melhor para potencializar aquilo que faz atualmente. Por essa razão, vou ser direto ao ponto, compartilhando ações práticas e simples que você pode implementar na sua rotina hoje mesmo para continuar aumentando os seus resultados.

Hábito 1: Não importa o método, EXECUTE!

É isso mesmo que você leu. Muitas vezes buscamos fórmulas prontas na intenção de simplesmente colocar em ação e ter a certeza que todas as perguntas que fazemos terão uma resposta com 100% de assertividade. Na verdade, esse cenário nunca irá se concretizar. Por mais que você encontre algumas respostas, nenhuma delas fará sentido totalmente para você. O seu foco deve ser em absorver esta metodologia e testar no seu dia a dia fazendo as alterações que forem necessárias.

Para incorporar este hábito, defina na sua rotina semanal um horário para aprender métodos (como você está fazendo neste momento) e um horário semanal de pelo menos o dobro de duração que o anterior para testar na prática o que aprendeu. Neste segundo, o foco está em colocar em ação e experimentar se o que você está consumindo realmente faz sentido. Assim, você terá uma validação prática do que pesquisou e com os resultados alcançados você irá perceber como direcionar seus estudos de acordo com o que está faltando. Afinal, não é um conceito que traz resultado, mas a implementação e execução dele dia após dia.

Hábito 2:  Na dúvida, ERRE!

Para que uma ação tenha êxito é fundamental que seja executada no tempo certo. Porém, é praticamente impossível prever qual é o tempo certo de implementar uma ideia. Por isso, trabalhe para colocar um plano de ação em prática o quanto antes. Pois se você pensou na possibilidade de executar naquele momento, há uma maior probabilidade desta ação fazer sentido naquele momento e não futuramente, pois pode ser que não exista mais a demanda daquela ação.

Para trabalhar no dia a dia, anote todas as suas ideias do que você pode fazer em um bloco de notas (pode ser virtual ou físico), selecione 2 ideias de maior potencial para serem executadas naquela semana e busque desenvolvê-la em apenas 30 minutos do seu dia para validar se faz sentido continuar nesta ideia ou não. Mas mais do que isso! Não questione se uma ideia é boa ou ruim, questione se o risco na implementação é alto ou baixo. Afinal, é praticamente impossível prever qual é o tempo certo de implementar uma ideia. Se o risco for alto, diminua a escala e o impacto da ação.

Hábito 3: Não desperdice o seu tempo, PRIORIZE!

Mais do que inserir novos hábitos na rotina é importante também retirá-los. O foco deste hábito está em retirar os ladrões de tempo na nossa rotina como redes sociais, internet, interrupções, falta de planejamento e problemas que surgem como um incêndio. São situações que mesmo não querendo, acabamos colocando no nosso dia que não nos levam ao resultado que queremos alcançar naquela semana. Por exemplo, você quer terminar o trabalho mais cedo para poder aproveitar o jogos olímpicos com tranquilidade. É preciso eliminar algumas distrações que acontecem durante o dia.

Para incorporar na sua rotina, você precisará fazer duas listas: Uma com todas as suas reais prioridades para aquela semana e uma outra que você irá analisar seus hábitos na segunda e na terça e anotar aqueles que não fazem sentido acontecer novamente no restante da semana. Não se preocupe se for um hábito muito difícil para você, hábitos levam tempo para serem consolidados e mais tempo ainda para serem mudados, o importante é continuar ajustando.

Para resumir, deixei uma lista para você conferir o que você pode implementar a partir de hoje:

  1. Tenha na sua semana um horário para estudar e um horário exclusivo de pelo menos o dobro de duração para colocar em prática e validar o que você precisa melhorar.
  2. Anote todas as ideias que tiver na semana e escolha 2 para executar da forma mais simples possível. Não se preocupe se é boa ou ruim, mas se é arriscada ou não (sendo arriscada, reduza o impacto e a escala).
  3. Anote quais são os hábitos que você quer eliminar na sua rotina toda segunda e terça para você se lembrar o que deve buscar evitar no restante da semana.

Extra – Acesse o playbook com tudo que você precisa saber sobre produtividade

#BoraExecutar