O que é avaliação de desempenho, qual a sua importância e como elaborar

Conheça mais sobre a ferramenta capaz de aumentar o engajamento e a entrega dos colaboradores de uma organização 

 

Você sabe como avaliar se um colaborador da sua empresa tem alta performance dentro da sua organização? Você vai conhecer neste momento a ferramenta capaz não só de mensurar, mas, também, de auxiliar na melhoria exponencial dos colaboradores

A avaliação de desempenho é uma ferramenta de RH focada na gestão de pessoas. Ela é capaz de fazer uma análise da performance individual ou coletiva e auxilia no reconhecimento de talentos, mensuração da produtividade e entrega de resultados para a empresa. 

Existem vários métodos para realizá-la, mas, antes disso, vamos falar sobre os seguintes tópicos:

 

O que é avaliação de desempenho

A avaliação de desempenho é um processo do RH de uma organização focado na gestão de pessoas. Através dela, buscam-se mecanismos para conhecer melhor o colaborador e avaliar como ele está se desenvolvendo ao longo do tempo

Por meio desta avaliação, podemos perceber se ele está alinhado com os requisitos que a empresa possui, entendendo não só se é ideal para o cargo, mas também como podemos auxiliá-lo no seu crescimento profissional.

 

Importância da avaliação de desempenho

 Às vezes é difícil de se mensurar, em um curto espaço de tempo, o quanto a avaliação de desempenho faz diferença na organização, exatamente porque os resultados vêm no longo prazo.

Primeiramente, ao avaliar o desempenho de cada colaborador, são identificadas as suas competências, pontos fortes e fracos, de forma a entender qual é o seu perfil comportamental. Isso ajudará você a dar feedbacks mais assertivos e a compreender como auxiliá-lo a desenvolver competências que podem ser necessárias no cargo que ocupa

Além disso, existe a possibilidade de desenvolver um PDI (Plano de Desenvolvimento Individual), que seja capaz de alavancar os resultados de cada colaborador baseado nas suas necessidades.

Dessa forma, a empresa consegue mostrar o quanto ele é importante para nós ,e reduzir um outro problema muito comum nas organizações: a perda do profissional para o mercado. 

Um acompanhamento mais próximo do colaborador permite que você identifique se ele está entregando pouco ou muito dentro da sua função. Também facilita a decisão de conceder uma  bonificação ou reconhecimento público do seu trabalho, fazendo com que se sinta ainda mais valorizado

Por fim, mas não menos importante, é necessário  compilar e avaliar todos os colaboradores para identificar quais “parafusos” precisam ser ajustados. Assim, a empresa ganha entendimento de onde precisa melhorar para que o crescimento empresarial aconteça. 

 

Tipos de avaliação de desempenho

Antes de elaborar uma avaliação de desempenho, vamos entender quais são os principais tipos e quando são mais recomendados para a organização.

 

1 – Autoavaliação

Como o próprio nome diz, a autoavaliação é uma avaliação em que o colaborador se avalia frente às competências que são importantes para a organização.  Dessa forma, ele consegue visualizar se está alinhado com as necessidades da organização e a empresa identifica como ele está se percebendo dentro do próprio trabalho.

Neste aspecto, os dados coletados na autoavaliação facilita o entendimento sobre os perfis comportamentais, e, com isso, os feedbacks se tornam mais assertivos. 

 

2 – Avaliação de equipe

Neste caso, os colaboradores avaliam os membros da equipe da qual fazem parte. Por meio dela é possível entender as percepções entre eles, identificando os principais desafios enfrentados pela equipe de forma a definir caminhos possíveis para a melhoria do desempenho. 

Não há forma melhor de entender como está a harmonia entre os membros da equipe, já que as avaliações não são identificadas e, com isso, os colaboradores tendem a ser sinceros, pois não geram indisposição com os colegas de trabalho. 

Caso a relação entre as pessoas da sua empresa não estejam harmônicas, acesse o nosso e-book e entenda como trabalhar a Comunicação Assertiva.

3 – Avaliação de liderança 

Aqui os membros da equipe irão avaliar seu líder direto dentro das competências que a empresa julga como necessárias para ocupar este cargo. Dessa forma, é possível perceber como o líder está sendo visto pela sua equipe e entender como tem sido a relação entre líder e liderado. 

Como na maioria das vezes não estamos em contato direto com as lideranças, é possível gerar insumos que mostrem se é o momento ou não de investir na capacitação dos líderes para alcançarem resultados ainda melhores com as equipes. 

 

4 – Avaliação 360 

Como o nome já sugere, a organização irá ser avaliada em todos os quesitos necessários. Assim, todos avaliam não só a si mesmos, mas também todos os outros colaboradores.

É importante destacar que assim é possível entender como os setores se relacionam e se a comunicação é assertiva ou não, o que impacta diretamente em melhores resultados. 

Uma dica é: se a empresa tiver um número grande de funcionários, provavelmente, terão alguns que nem se conhecem direito, o que impacta em resultados não tão assertivos. Se esse for o seu caso, faça uma avaliação 360 de cada setor, avaliando a relação e o trabalho de outro setor

 

Como fazer uma avaliação de desempenho

Passados os tipos de avaliações, agora é a hora que o FaçaAgora! mais ama: planejar para executar (#Bora?). Para facilitar o seu entendimento, criamos um passo a passo: 

 

1- Quais competências são importantes para a empresa 

Nesta etapa você irá entender com os gestores quais são as características técnicas e comportamentais que cada colaborador em seu cargo deve ter para ocupá-lo. Este aspecto servirá como base para a comparação de resultados posteriormente. 

Afinal, por que vamos avaliar uma pessoa se não temos nem o que será avaliado?!

Fique muito atento ao processo de criação pois ele irá nortear as próximas etapas.

 

2- Crie uma pesquisa 

Baseado no item 1, você irá determinar o que quer avaliar, a equipe como um todo, o colaborador ou a liderança? 

A partir dessa definição e das competências pré estabelecidas, busque entender com perguntas direcionadas como o trabalho vem sendo desempenhado, como as lideranças têm se comportado e quais os principais desafios dos colaboradores.

 

3- Estabeleça critério de autoavaliação e avaliações gerais 

Existem noções de sucesso para todas as pessoas e setores, e, com as competências da empresa em mãos, fica fácil avaliar os critérios que precisam ser estabelecidos.  

Por exemplo: existe uma equipe de 6 pessoas sendo que uma delas é o líder. Após entender quais competências o líder deve possuir, precisamos buscar mecanismos de perguntar para os liderados quais as capacidades que este líder possui. Dessa maneira, é possível entender se ele realmente está sendo um bom colaborador. 

Uma dica importante é desenvolver avaliações de equipe em conjunto a isso, pois caso essa liderança saia, ou a empresa veja que não faz mais sentido tê-la, você já tem em mãos quem pode ser o novo chefe da equipe, poupando o trabalho de ter um processo seletivo para preenchimento de uma vaga mais complexa. 

 

4 – Compile os dados encontrados 

Agora é preciso centralizar os dados coletados através da pesquisa. Afinal de contas, se você aplicar a avaliação, é porque pretende encontrar pontos positivos ou de melhoria, correto? 

 

O ideal é compilar em um único local para que esses dados não se percam frente a tantas informações. A partir disso, é importante ter pessoas responsáveis por fazer essa avaliação de forma imparcial, pois a relação interpessoal pode fazer com que o feedback não seja tão assertivo assim. 

 

5 – Envio de resultados

Após compilar e avaliar cada um, precisamos entender qual é a melhor maneira de enviar os resultados para as pessoas envolvidas. Apesar de parecer complicado, é mais simples do que parece. Lembra que falamos sobre a autoavaliação? Nela você pode colocar perguntas relacionadas a como a pessoa gosta de receber esse feedback, o que facilitará este trabalho. 

Como já será feita uma avaliação pessoal, é esperado entender qual o tipo de feedback a pessoa tem preferência, se é por escrito ou por meio de uma conversa com seu líder direto, e até mesmo de que forma falar para que o colaborador não se sinta desvalorizado.  A realidade é que todos precisarão de avaliações, mas entender como dizer isso faz você um gestor de RH diferenciado. 

 

Quem pode me ajudar a fazer uma avaliação de desempenho? 

Se mesmo com essas dicas você está enfrentando desafios, não se preocupe! O FacaAgora! é o melhor parceiro (amigo) que alguém que trabalha no setor RH pode ter.  

Temos soluções incríveis na área de gestão de pessoas que temos certeza que irá fazer você entregar ainda mais resultados para a organização.

Caso queira saber mais, basta clicar no botão abaixo!

Recommended Posts