Tipos de recrutamento: conheça as suas principais vantagens e desvantagens
Entender as particularidades de cada modalidade é essencial para garantir que você faça a escolha certa.

Encontrar os talentos ideais para preencher as vagas de uma empresa não é uma tarefa fácil. Mas, quando se conhece os melhores métodos e estratégias, o processo de Recrutamento e Seleção se torna muito mais simples e eficaz.

Pensando nisso, hoje falaremos sobre as vantagens e desvantagens dos 4 principais tipos de recrutamento, que são: 


Prepare o seu café e bora entender melhor como funciona cada um deles!

Recrutamento Interno

O recrutamento interno é aquele realizado entre profissionais que já prestam serviço para a empresa. É um formato de contratação que possibilita ao colaborador desenvolver a sua carreira através de promoções e mudanças de setor

Nesse tipo de triagem, os métodos de seleção são diferentes quando comparados a outros tipos de recrutamento. Como os talentos já são conhecidos pela empresa, não é preciso de tantas atividades para uma boa seleção.

A economia de tempo e dinheiro é uma das principais vantagens do recrutamento interno. O fato de os colaboradores já fazerem parte da empresa faz com que o processo seja mais enxuto e o tempo necessário para a adaptação do colaborador à cultura organizacional seja menor.

Apesar de possuir inúmeras vantagens, quando mal gerido, esse método pode gerar conflitos não saudáveis entre a equipe e deixar o ambiente desconfortável. Por isso, todas as etapas devem ser realizadas com bastante cuidado e atenção. 


Principais vantagens
👍

  • Agilidade no processo de seleção;
  • Conhecimento prévio do perfil dos candidatos;
  • Valorização dos colaboradores;
  • Economia de tempo e dinheiro.

Principais desvantagens 👎

  • Poucas opções de escolha para a vaga;
  • Possibilidade de conflitos internos;
  • Falta de novas ideias;
  • Desocupação da antiga função desempenhada pelo colaborador.


Recrutamento Externo

O recrutamento externo, como o próprio nome diz, baseia-se na busca por profissionais que estão fora da empresa. O formato possibilita a adição de novas ideias, e, por isso, é o modelo mais adotado pelas organizações.

As etapas adotadas no processo de seleção são as mais convencionais, como análise de currículos, entrevistas e dinâmicas de grupo. Quando comparado ao recrutamento interno, o externo é mais longo e custoso.

Inserir novos colaboradores tende a melhorar o ambiente da empresa, novas ideias são introduzidas e a abertura para novos aprendizados é maior. Além disso, o modelo contribui para a construção de uma equipe mais heterogênea e multidisciplinar.


Principais vantagens
👍

  • Aumento das opções para a ocupação da vaga;
  • Melhoria no quadro de colaboradores;
  • Modificação das práticas internas;
  • Construção de um time mais heterogêneo.

Principais desvantagens 👎

  • Complexidade do processo de seleção;
  • Riscos mais elevados;
  • Maior investimento de tempo e dinheiro; 
  • Adaptação mais demorada do colaborador.


Recrutamento Misto

O terceiro modelo é, na verdade, uma junção dos dois anteriores. O recrutamento misto leva em consideração talentos do mercado e da própria empresa, o que abrange um número bem interessante de candidatos a serem analisados.

Geralmente, a vaga é aberta de forma interna no primeiro momento, e, caso os critérios preestabelecidos não sejam cumpridos por pessoas da própria organização, o processo se direciona para os candidatos que não fazem parte da empresa. 

Por criar oportunidades para um maior número de pessoas, esse modelo é visto, por muitos, como o mais justo. Porém, caso haja urgência no preenchimento da vaga, a complexidade e demora do processo inviabilizam essa alternativa. 

Recrutamento Online

O recrutamento online não é um tipo de seleção, e sim uma ferramenta usada para facilitar os processos internos, externos e mistos.

Nesse modelo a empresa utiliza a tecnologia como a sua aliada, podendo procurar plataformas especializadas para a publicação da vaga, ou adotar ferramentas que facilitem a análise dos candidatos.

O LinkedIn, por exemplo, é uma ótima ferramenta para o anúncio de vagas e prospecção de talentos. Quando utilizada de maneira estratégica, facilita muito o trabalho das empresas e dos recrutadores. 


Principais vantagens
👍

  • Automatização de tarefas;
  • Ampliação do alcance do processo;
  • Facilidade na comunicação com os candidatos.

Principais desvantagens 👎

  • Ausência do contato presencial;
  • Avaliação, em alguns casos, limitada dos candidatos.


É válido ressaltar que não existe um modelo melhor ou pior, todos eles têm a capacidade de gerar grandes resultados quando executados da maneira correta. Por isso, cabe à empresa definir qual deles se adequa melhor à realidade da vaga, sempre levando em consideração as especificidades do contexto vivido.

Quer entender qual desses métodos é o melhor para a sua empresa?


O FaçaAgora! possui experiência na identificação de novos talentos e gestão de processos seletivos. Nós temos a solução completa para o backoffice da sua empresa. 

Caso queira conhecer mais sobre as nossas soluções, basta clicar no botão abaixo!

Recommended Posts