Como identificar e avaliar as habilidades técnicas de um candidato

Saiba como a sua empresa pode avaliar as habilidades técnicas dos candidatos durante a seleção

 

Durante um processo de recrutamento e seleção, as soft skills (ou habilidades comportamentais) devem ser priorizadas ao avaliar os candidatos. Até porque, habilidades técnicas são muito mais fáceis de serem desenvolvidas depois do contrato fechado.

Porém, é inegável que a maioria das profissões exige também uma carga de conhecimentos técnicos específicos que precisam ser avaliados durante a seleção, para a empresa saber se o candidato está nivelado de acordo com o que a vaga exige. Mas, como avaliar o nível dessas habilidades técnicas?

Continue lendo para aprender 7 maneiras de identificar e avaliar as capacidades técnicas de um candidato, durante o seu processo de seleção. 

 

1. Avalie o portfólio 

Dependendo da área de atuação, o candidato pode ter um portfólio para apresentar dos seus trabalhos anteriores, sejam eles profissionais, acadêmicos ou até mesmo produzidos especialmente para o portfólio.

Artes gráficas, desenhos, textos, sites, vídeos, aplicativos e fotografias podem fazer parte do portfólio do candidato. O importante é que ele seja capaz de dar uma amostra do que ele já produziu para que você possa avaliar suas habilidades técnicas. 

 

2. Testes práticos

O teste técnico prático é muito comum de ser feito em recrutamentos, especialmente para habilidades como programação e Excel. Nesse tipo de teste, é possível avaliar a capacidade técnica de um candidato por meio de desafios ou situações-problema propostos pela empresa que o candidato precisa entregar dentro de um prazo estabelecido. Ou, até mesmo, ele pode ser pedido para apresentar sua solução aos gestores.

Os testes técnicos são muito úteis para a equipe de recrutamento poder avaliar o desempenho dos candidatos. Além das habilidades técnicas em si, também é possível analisar a forma com que aquele profissional trabalha, seu pensamento lógico, criatividade e capacidade de resolução de problemas. 

 

3. Testes teóricos

Também podem ser feitos testes técnicos teóricos, em provas discursivas ou de múltipla escolha. Assim, a equipe de recrutamento pode desenvolver junto aos gestores um teste para avaliar se os conhecimentos do candidato estão de acordo com o exigido para a vaga. 

 

4. Habilidades verificadas no LinkedIn

O LinkedIn, sendo uma plataforma social com foco em carreira e vida profissional, possibilita os usuários fazerem testes que comprovem seus conhecimentos técnicos, justamente para facilitar o processo de recrutamento e seleção. 

As habilidades que o LinkedIn gera verificação vão desde Photoshop e Microsoft Word até linguagens de programação, como C++ e Phyton. Ou seja, para os pacotes Office e Adobe e conhecimentos de TI, vale muito a pena conferir quais habilidades o candidato certificou em seu LinkedIn. 

5. Certificações de ensino

Outra maneira de identificar e avaliar as habilidades técnicas de um candidato seria através de sua capacitação técnica de ensino. Então sua formação acadêmica, além de certificados de conclusão de cursos e participação em eventos, palestras, workshops, campeonatos e oficinas.

Nada disso garante a qualidade daquilo que foi aprendido, mas pode servir como um bom referencial de avaliação, em conjunto com outras formas de avaliar o candidato. 

 

6. Premiações e certificações oficiais

Premiações por ter conseguido local de destaque em alguma competição da área também são indicativos das habilidades técnicas do candidato. Assim como certificações de instituições que fazem esse trabalho de avaliação de conhecimentos específicos. Como por exemplo, o TOEFEL e o IELTS, que são alguns dos certificados de conhecimento da língua Inglesa com maior credibilidade, e validação internacional. 

 

7. Pair programming

Caso a seleção seja de um profissional de programação, pode ser feita uma etapa de Pair Programming durante a seleção – que é quando o candidato precisa realizar um desafio de programação na frente da equipe de tecnologia e de recrutamento. Assim, a empresa consegue avaliar em tempo real como aquele candidato trabalha e o que ele sabe fazer. 

Durante esse desafio, a tela do desenvolvedor é compartilhada com o time, assim todos conseguem acompanhar a linha de raciocínio do candidato, sua agilidade, conhecimentos e habilidades.

O problema desse tipo de teste é que, pelo candidato estar sendo avaliado ao vivo por várias pessoas, é natural que ele se sinta bastante nervoso e desconfortável sob pressão, o que pode prejudicar seu desempenho mesmo que ele seja um bom profissional. 

 

Uma cogestão estratégica

Agora que você já sabe como identificar e avaliar o profissional ideal para a vaga segundo suas habilidades técnicas, separamos um e-book sobre cogestão estratégica. Assim, depois de contratar o novo profissional, além das habilidades que ele já possui, a sua empresa também vai ser capaz de nivelar os conhecimentos da equipe para a melhor performance. Clique no botão abaixo para fazer o download desse material completo e gratuito, e #BoraExecutar!

Recommended Posts